Aldeias e comunidades de difícil acesso ganham computadores

Cada comunidade irá receber 3 computadores ligados à Internet

O Alto Rio Juruá é piloto no projeto de inclusão digital da Organização Não Governamental Rede dos Povos da Floresta, que tem sede no Rio de Janeiro. Uma equipe da ONG irá instalar neste fim de semana os computadores da escola YOREKA-ÃTAME dos Índios Ashaninka localizada em frente à sede do município de Marechal Taumaturgo.
As aldeias dos índios Contanaua no rio Tejo e as localidades Restauração e Foz do Bagé receberão cada uma três computadores ligados à Internet via satélite GSAC do Governo Federal. Virgínia Gandress, coordenadora de instalação do projeto explica que o objetivo é a revitalização da antiga Aliança dos Povos da Floresta por meio da tecnologia da informação e da comunicação. O equipamento também servirá para o monitoramento ambiental e o reforço da educação das aldeias e localidades.
A execução do projeto de inclusão digital é fruto de parceria entre o Ministério das Comunicações, do Meio Ambiente e Associação de Cultura e Meio Ambiente . A partir do dia 17 de dezembro, a equipe da ONG segue para o Parque Nacional da Serra do Divisor, onde também serão implantados computadores em parceria com o programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA). Em todo o acre serão instalados 200 pontos acesso à Rede dos Povos da Floresta.
O cacique Osmildo Contanaua, líder da comunidade do rio Tejo, diz que na aldeia já existe um motor gerador de energia elétrica para garantir o funcionamento dos computadores. Para ele os computadores ligados à internet garantem educação com qualidade e um avanço social para o povo Contanaua.
Osmildo lembra que o acesso à rede mundial de computadores irá garantir informações sobre o mundo na aldeia como também servirá como instrumento de reivindicação e divulgação da luta que estão travando para o reconhecimento junto à Funai da demarcação das terras que ocupam há mais de cem anos. “Também vamos nos comunicar com parentes que já têm internet, podemos denunciar crimes ambientais. E mais: nossas crianças poderão aprender coisas que nem imaginamos sobre História e vários outros assuntos”, comemora o cacique

Fonte: Sandra Assunção
Rádio Aldeia FM – Cruzeiro do Sul
Agência de Notícias do Acre

http://www.agenciadenoticias.ac.gov.br

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s