PROFESSOR VÊ AMEAÇA À ESPÍRITO DOS JOGOS

                                                           Foto Marília França

indigena-etnia-paresi-haliti.jpg

“Os jogos têm que ser alegria e diversão”, defendeu o professor Manolo Hernandez, da Universidad Politécnica de Madrid, na mesa-redonda “Esporte Tradicional Indígena, auto-estima, afirmação e técnica”, organizada pelo Fórum Social dos Indígenas e realizada no Ginásio Geraldão, em Recife – PE, no dia 25 de novembro, durante a nona edição dos Jogos dos Povos Indígenas.
O professor espanhol destacou várias vezes que o esporte não pode se transformar em comércio e política: “Hoje, quando há jogos, todos compram tênis, e, neste caso, flechas modernas, o que resulta em uma maior fonte de renda para o mercado. E isso não é o espírito do esporte”, alertou.
Composta pelo professor da universidade espanhola, por Rejane Penna Rodrigues da Secretaria Nacional de Desenvolvimento de Esportes e Lazer, e por Marcos Terena, presidente do Comitê Interestadual, a discussão teve como tema principal o papel dos jogos na sociedade como um todo e o evento ainda contou com a presença de representantes de várias etnias.

Fonte:Mônica Plaza / Tenõde Porá UCB News

http://tenodepora.spaces.live.com/

Tenõdé Porã UCB News

Universidade Católica de Brasília – Comunicação Social – NUCLAM

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s