CNPI pede apoio de Chinaglia ao Estatuto do Índio

Acompanhados do deputado Eduardo Valverde (PT-RO), representantes da Comissão Nacional de Política Indigenista (CNPI) pediram há pouco ao presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia, apoio para a aprovação do Estatuto dos Povos Indígenas (PL 2057/91).

Valverde é relator do PL 1610/96, do Senado, que trata da mineração em terras indígenas. A proposta exige autorização do Congresso Nacional para a lavra de recursos minerais e pagamento de royalties para os índios e para a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Ontem, em audiência pública da Comissão Especial sobre Exploração de Recursos em Terras Indígenas, representantes dos índios e de ONGs foram contrários à aprovação de um projeto exclusivamente sobre a questão. “Para nós é mais importante discutir todos os interesses das comunidades indígenas que estão incluídos no estatuto”, resumiu na ocasião o representante da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), Chico Apurinã.

Para o deputado Eduardo Valverde, o Estatuto dos Povos Indígenas é importante porque “a diferença étnica deve ser preservada e, para isso, é preciso aprovar uma lei ordinária que regulamente princípios já previstos na Carta Magna”. Ele avalia que o encontro com o presidente da Câmara dará mais visibilidade ao tema. “Abriu-se um canal de diálogo para que a Câmara possa conhecer a causa indígena”, disse.

Reportagem – Idhelene Macedo
Edição – Alexandre Pôrto

Agência Câmara
Tel. (61) 3216.1851/3216.1852
Fax. (61) 3216.1856
E-mail:agencia@camara.gov.br

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s