Índios Xavantes declaram guerra contra chefe da Funasa

HOME PAGE 24 HORAS NEWS, 08.01.2008

“Ela sairá por bem ou por mal”. Esta foi aeclaração feita pelo cacique
Aniceto Tsudzavéré Xavante referindo-se a Marley Arantes, chefe da
Funasa, em Barra do Garças (MT). O Cacique encaminhou documento ao
Ministério Público Federal e à presidência da Funasa denunciando a
morte de crianças indígenas culpando a chefia do órgão pelos
problemas. Aniceto Tsudzavéré avisou que a exoneração de Marley
evitará derramamento de sangue. No documento o Cacique cobra das
autoridades melhora na qualidade de vida do povo Xavante, pede justiça
e clama por socorro. Aniceto Tsudzavéré entende que se Marley Arantes
continuar no cargo colocará em sérios riscos a etnia Xavante, pois
segundo ele, há uma articulação que divide a tribo colocando uns
contra os outros, podendo com isso “ocorrer uma luta entre irmãos”,
ressalta Aniceto. O Cacique que é da Aldeia Nossa Senhora de Guadalupe
adverte que a sede da Funasa em Barra do Garças (MT) poderá ser
ocupada pelos indígenas, caso a chefe não seja afastada. O cacique
Domingos Suimé, juntamente com Aniceto e acompanhados por vários
índios estenderam faixas alusivas ao protesto e insinuam o desvio de
combustível para ser usado na campanha política do PMDB, este ano.
Até o momento da publicação desta matéria a diretora Marley Arantes de
Oliveira não foi encontrada para se defender das acusações, porém fica
este mesmo espaço reservado para que ela possa se manifestar
posteriormente.

Fonte: Clipping da 6ªCCR do MPF.

Anúncios

Um Comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s