Indígenas estão na pauta de políticas do Ministério do Esporte

Indígenas estão na pauta de políticas do Ministério do Esporte
Após o sucesso na realização dos IX Jogos dos Povos Indígenas, o Ministério do Esporte já tem planos para intensificar políticas públicas voltadas para indígenas brasileiros. Além da continuidade dos jogos nacionais e a publicação de livro, CD e documentário sobre o assunto, o Ministério discute os jogos regionais, os eixos da Ação de Identidade Étnica e do Patrimônio Cultural dos Povos Indígenas (já orçamentada), um canal eficiente de interlocução com lideranças indígenas para políticas de Esporte e Lazer e o programa Segundo Tempo nas aldeias.

São vários os pedidos de ações voltadas para indígenas que o Ministério do Esporte recebe. Somente no período de 2001 a 2008, foram mais de 200 solicitações como implantação de programas sociais, apoio em encontros, pesquisas, infra-estrutura e publicações. Para criar uma política social mais abrangente e sólida para este público, parte das iniciativas serão fundamentadas a partir de duas fontes principais de informação.

A primeira diz respeito às pesquisas acadêmicas desenvolvidas por sete núcleos da Rede Cedes (Centro de Desenvolvimento do Esporte Recreativo e do Lazer) sobre a questão indígena, o esporte em aldeias e os jogos tradicionais indígenas. A outra surge a partir da avaliação dos IX Jogos dos Povos Indígenas e das entrevistas feitas pelo Departamento de Ciência e Tecnologia da Secretaria Nacional de Desenvolvimento Esporte e Lazer com os organizadores do evento, o público, atletas, voluntários e lideranças indígenas.

Esse material se unirá a uma vasta pesquisa sobre os aspectos sociohistóricos e políticos de conquista dos direitos indígenas, as dimensões socioculturais dos jogos indígenas e o que a experiência analisada contribui para uma política mais ampla de esporte e lazer para estes povos.
O conteúdo completo será publicado pelo Ministério em um livro e um CD, com lançamento previsto para março de 2008, junto ao documentário produzido sobre os Jogos.

Avaliação dos Jogos dos Povos Indígenas
A Comissão de Organização do IX Jogos dos Povos Indígenas, que aconteceu entre 24 de novembro e 1º de dezembro de 2007, se reuniu na semana passada (15/01) para avaliar o evento. A importância da avaliação se dá pela riqueza de informações que servirão para incrementar as políticas de esporte e lazer para indígenas. Além disso, o conteúdo será parte de uma publicação e CD sobre os Jogos. Participaram da reunião representantes do Ministério do Esporte, Ministério da Justiça, Comitê Intertribal, Funai, Funasa, Universidade do Estado de Mato Grosso.

De acordo com a chefe de Gabinete da Secretaria Nacional de Desenvolvimento de Esporte e Lazer do Ministério do Esporte, Cláudia Bonalume, a questão indígena é hoje para a Secretaria tema de pesquisas, ações e programas. “O processo de avaliação pretende contribuir com a estruturação de documentação no sentido de criar um lastro capaz de colaborar com a realização de futuros Jogos com maior qualidade”, diz.

Foram destacados pela comissão organizadora diversos pontos positivos dessa edição dos jogos, como a aprovação dos atletas, o intercâmbio entre os indígenas, a visibilidade da cultura indígena para o público, além do fortalecimento da auto-estima das etnias, principalmente as de Pernambuco, que tiveram suas tradições enfraquecidas pela opressão histórica.

A comissão também indicou os aspectos que necessitam de aperfeiçoamento, como uma maior instrução dos voluntários e do público sobre a cultura das etnias, um forte Fórum Social Indígena, planejamento mais antecipado e a qualificação do tempo livre dos atletas para se criar um espaço de maior troca de experiências entre as etnias.

Ascom-Ministério do Esporte

Anúncios

  1. luxurybrazil

    Tenho muito respeito pelas tradições do nosso País.A comunidade indígena é um pedaço da nossa história.O governo Brasileiro deveria prestar mais atenção nisso.

    “Inácio Rodrigo de Castro”

  2. everson carlos da silva

    eu nao acho que os jogos indigenas tenha haver com esporte, está mais para cultura do que para o ministerio do esporte. Além disso, não vejo nehuma proposta de esporte para as aldeias e sim somente para esses jogos que é para branco aplaudir…o Sr Carlos Terena parece que virou o Carlos Nuzman do esporte indígena, que mais parece exaltação da primeira geração romântica do José de Alencar…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s