Cinco indígenas assassinados por madeireiros dentro do Parque Yasun

Cinco indígenas assassinados por madeireiros dentro do Parque Yasuní
Cinco indígenas de etnias que se mantêm em isolamento voluntário foram assassinados por madeireiros ilegais na selva da Amazônia equatoriana,segundo informaram nesta quinta-feira organizações aborígines que responsabilizaram o Estado. “Sabemos da morte de ao menos cinco irmãos dos povos ancestrais Tagaeri e Taromenane, em isolamento”, disseram os dirigentes em um comunicado. O documento acrescentara que os assassinatos teriam ocorrido entre os dias 4 e 6 de fevereiro nas margens do rio Conoaco Chico, na província de Orellana, dentro da região do Parque Nacional Yasuní. “Os autores seriam madeireiros ilegais que entram até esse lugar para extrair cedro e outras madeiras finas, que teriam disparado com escopetas contra os irmãos (…) e saído da zona levando cinco lanças das vítimas”, manifestou o comunicado, assinado por dirigentes como Enqueri Ehuenguime, da nacionalidade Waorani. De acordo com Ehuenguime, membros da comunidade Waorani, integrada pelos Tagaeri e Taromenane, sustentam que os madeireiros mataram cerca de 15 nativos. Nenhum corpo foi localizado ainda. A Procuradoria já solicitou uma investigação sobre os contecimentos.

Fonte:(ANSA)

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s