Atenção indígenas e antropólogos sorriam nos estamos sendo observados!

Atenção indígenas e antropólogos sorriam nos estamos sendo observados!
Sem cometários esta foto meus senhores, crianças sendo manipuladas,Tupã perdoa este povo.
Esta e a prosposta dos Ruralista do MS atacar com mídias e conceitos elaborados, buscando colocar-se em posição de vitimas , conheçam nosso algoz.
vamos acordar parentes!!! vamos nos atentar e mobilizar ele tem o capital e politicos em todo Brasil e principalmente e Brasília que os apoiam descaradamente, pois tem interesses em suas eleiçoes e reeleiçoes federais, estaduais e municipais. vamos buscar nossas armas que é o conhecimento, executar perante a sociedade nacional e internacional oq ue fazem com nossos povos originários. Eu sou indigena e busco ter açoes em cima de meus deveres e direitos, vamos executar diante da Juistiça, diante da sociendade, diante de Tupã, busque o MPF, organismos de direito social e coletivos Direitos Humanos, Direito do Idoso, Direito da Mulher, Estatuto do Indios, a Constituição Federal de 1988, que faz 20 anos em vigência em nosso país, processe coletivamente quem ignoraseus direitos, cultura e sua cidadania.  Terá mais força juntos meu parente. Os dias estão passado, eles est.ao nos observando, estão maquinando o que irão fazer novamente contra nós.
Atenção as terras de Raposa Serra do Sol em RR, atenção ao Julgamento do STF sobre a vistas do Sr. Ministro Carlos Alberto de Direito e a  nulidades dos titulos das terras dos Pataxó Hã hã hãe em Pau Brasil BA, onde o Governo do Estado da Bahia junto aos fazendeiros, oprimem nos bastidores do poder. Oprimem no dia a dia destes parentes na cidade com açoes preconceitosas. Vamos observar nossos observadores minha gente, muito sangue e muitas lagrimas não vamos tolerar, vamos revindicar o que é nosso, não é favor é de DIREITO.
Anápuáka Muniz Pataxó Hã hã hãe – Web Rádio Brasil Indígena

Site é lançado com o propósito de analisar questão indígena
Crédito:

Site Pense Nisso, Sociedade debate questões indigenas e fundiárias

Site Pense Nisso, Sociedade debate questões indígenas e fundiárias

O site “Pense Nisso, Sociedade” (www.pensenissosociedade.com.br), uma iniciativa da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (FAMASUL), tem o propósito de divulgar o ponto de vista dos produtores rurais sobre a questão dos estudos antropológicos e a possível demarcação de terras indígenas em MS. O site foi reformulado e colocado no ar nesta quarta-feira (15).

A nova versão do site traz notícias relacionadas ao tema, além de artigos, depoimentos e opiniões de pesquisadores, estudiosos e pessoas que estejam diretamente ligadas ao assunto. A página surge como uma forma de unir os produtores rurais na defesa de seus interesses, além de ser um meio de informação capaz de dar visibilidade aos argumentos da classe.

Anteriormente, havia um espaço no site da FAMASUL, com o mesmo nome, destinado ao tema. A aquisição do domínio permite que mais material seja publicado e disponibilizado, o que diversifica e complementa o arquivo de dados relativos à questão.

ATENÇÃO IMPRENSA
Contato: Sato Comunicação
FONE: (67) 3042-0112/ 3029-0113
http://www.satocomunicacao.com.br
MSN: contato@satocomunicacao.com.br
Skipe: fabisato

Fonte: Fabiane Sato e André Patroni/Estagiário

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s