Confronto entre índios e polícia federal deixa 22 feridos

Correio da Bahia |23.10.2008 – 19h38

(Notícia atualizada às 22h02)

Pelo menos 14 índios e oito policiais ficaram feridos nesta quinta-feira (23) num confronto entre Tupinambás e Polícia Federal na serra do Padeiro, em Buararema, distrito de Ilhéus, a 458 quilômetros de Salvador. A operação tinha como objetivo cumprir três mandados judiciais da Justiça Federal.

As ordens indicavam a prisão de Rosival Ferreira da Silva, o cacique Babau, e de seu irmão, Jurandir Jesus da Silva, além da apreensão de armas. Foram usados na ação uma força de 109 policiais, um helicóptero e mais de 30 viaturas.

Segundo o delegado-chefe da PF em Ilhéus, Cristiano Sampaio, os índios armaram uma emboscada, e atacaram os policiais com pedras e flechas. A PF respondeu com balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio. O primeiro mandado cumprido foi contra o irmão de Babau. Jesus da Silva foi encaminhado para o Presídio Regional de Ilhéus após ter sido detido quando dirigia uma ambulância da aldeia em direção à cidade.

Após realizar a prisão de Jesus da Silva, agentes da PF foram até a aldeia tupinambá para tentar realizar a prisão do cacique Babau. No entanto, não conseguiram localizar o chefe da tribo, que é acusado de comandar a reação indígena no início da semana. Segundo Magnólia Jesus da Silva, irmã do cacique, Babau teria ido a Brasília “para resolver o problema das terras”.

Porém, Rômulo Cerqueira de Sá, administrador executivo da Funai (Fundação Nacional de Apoio ao Índio), indicou que o cacique teria se refugiado na mata. “O cacique agiu como índio e foi para a mata. Tentaremos junto ao Supremo Tribunal Federal caçar esses mandados para liberar os índios”, disse o administrador.

De acordo com a irmã do cacique, a PF conseguiu apreender diversas armas brancas no interior da aldeia. “Eles levaram todas as facas, facões e algumas flechas”, relatou a índia.

Entenda o caso

Cerca de 600 nativos vivem na área de três fazendas com cerca de 12 hectares nas serras de Uauá, Olivença e Padeiro, no distrito de Buerarema. Na tarde de segunda-feira (20), os nativos entraram em confronto com os policiais federais que cumpriam liminar da Justiça que solicitava a reintegração de posse das terras ocupadas pelos índios.

Durante a ação, um índio de 73 anos ficou ferido e foi encaminhado, sem gravidade, para o Hospital Municipal. Na manhã de terça-feira (21), a Polícia Federal cumpriu um novo mandado de reintegração de posse na aldeia.

Cerca de 70 índios pertencentes a 20 famílias da tribo deixaram, então, a aldeia Tucum, em Olivença. Os nativos foram para o prédio da Justiça Federal de Ilhéus, a 452 km de Salvador, onde chegaram em três caminhões de móveis.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s